Stratford – onde Shakespeare nasceu

Ir pra Stratford foi uma sugestao do Spuldar, que disse que visitou a cidade quando esteve em Birmingham. Entao, ja que eu estava na area, pensei, ‘por que nao?’. Stratford-upon-Avon fica a cerca de meia hora ao sul de Birmingham e eh conhecida por ser a cidade onde nasceu e viveu William Shakespeare.

Comecei a me interessar por Shakespeare quando eu estava no colegial e fazia parte do grupo de teatro da escola. Foi uma das fases mais importantes da minha adolescencia, na qual passei a ler mais e conheci grandes amigos que estao comigo ateh hoje. Em 2006, sob a direcao de Paulo Capovilla, montamos Sonho de uma Noite de Verao, que eh, diga-se de passagem, o primeiro texto teatral da historia que mistura os generos comedia e tragedia. Pois bem, voltando a 2010, eu nao podia perder a oportunidade de conhecer a casa em que um dos mais importantes escritores da historia nasceu.

Stratford carrega em sua arquitetura os tracos da Idade Media. A cidade inteira eh cercada de pontos turisticos e, consequentemente, cheia de turistas. Por causa disso, chegando la, demoramos mais de meia hora soh pra achar algum estacionamento com vaga. Estacionados, estavamos prontos para explorar a cidade.

A primeira parada foi em uma loja muito estranha. La encontramos pacotes com feiticos, livros do tipo ‘Como cozinhar criancas’ e CDs com musicas para entrar em contato com espiritos. Saimos de la com um feitico e com um pacote de balas que explodem na boca. Uma parada para almocar – lugar pra comer eh o que nao falta – e estavamos prontos para entrar no museu de Shakespeare.  Mas, enquanto seguiamos para o local, uma multidao se reunia no meio da avenida principal da cidade. No centro, dois atores encenavam um pedaco de Sonho de Uma Noite de Verao – uhuuu! A cena era uma discussao entre Demetrio e Hermia. Sensacao estranha, misturada com entretenimento. Apos os atores terminarem a cena, enfim, seguimos para o museu.

Era assim que o Demetrio deveria ser, viu?

O ingresso eh 12 libras e da direito a ir ao museu audiovisual – onde vc passa por ambientes que contam a historia da vida de Shakespeare –  e a casa em que o escritor nasceu. A residencia shakesperiana era realmente grande para sua familia, que era razovelmente pequena. A sensacao de entrar la eh realmente a de cruzar o tunel do tempo e viajar ateh 1500 e pouco.

Foi aqui que ele nasceu

Na lojinha que fica depois do museu, encontra-se todo o tipo de souvenir que se possa imaginar. Saimos de la com um lapis – estava realmente precisando – um livro com TODA a obra de Shakespeare, pela barganha de 14 libras, e um conjunto de imas de geladeira com xingamentos shakesperianos.

Apos mais uma caminhada e uma volta de barco pelo rio que corta a cidade, paramos na praca principal da cidade. Eh la onde fica o mais famoso grupo teatral do mundo, The Royal Shakespeare Company, que possui um puta teatro com dois palcos enormes soh para seus atores, que soh interpretam textos do autor. Pena que o edificio estava em reforma, mas valeu.

Em seguida tinhamos que jantar, porque as 19h30 tinhamos que estar prontos para a Ghost Walk. No restaurante, do qual nao me recordo o nome, pedi um prato tradicional ingles, kedgeree. Horrible!

The Ghost Walk

Quando me falaram que a gente ia fazer uma Ghost Walk pela cidade, pensei que iria ficar correndo de fantamas e monstros pelas ruas de Stratford. Algo que pra mim seria divertido. Ledo engano. Era soh um homem estranho, baixinho, vestido de Ze do Caixao, que guiava o grupo pelos pontos assombrados da cidade. Boring… Principalmente com as magicas e os olhares que o Cuffin Joe fazia pra assutar a gente.

Tirando isso, achei Stratford a cidade mais interessante em que ja estive ateh agora. Pena que tivemos que voltar no mesmo dia. Adoraria passar a noite em um daqueles hoteis e decobrir se os fantasmas que rondam a cidade sao realmente reais.

Anúncios

4 Respostas para “Stratford – onde Shakespeare nasceu

  1. A-NI-MAL

  2. mas como eh que eh a casa do shakespere afinal de contas mano?? vc nao falou

  3. adorei o texto, thi
    mil beeijos

  4. Não posso nem imaginar como seria entrar na casa dele, nooossaaa.
    Se puder conta mais detalhes da casa, tá?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s